Ana Maria Mazzoti

Ana Maria Mazzoti Site oficial de Ana Maria Mazzotti

Gaúcha, nasceu a 17 de agosto de 1950, na cidade de Caxias do Sul. Aos 3 anos de idade, já demonstra aptidão para a música. Aos 6 anos, toca harmônio na missa das seis da manhã. Aos 8 anos, inicia o curso de acordeom. Participa do coral da igreja, como cantora.

 

Aos 10 anos, acompanha cantores líricos em casamentos, tocando órgão. Aos 14, é convidada a ser organista do coral da igreja. Com 18 anos, já é regente de 6 corais, na cidade de Bento Gonçalves.

Faz curso de: dicção, canto, impostação de voz e regência, no Rio de Janeiro. Forma-se professora primária, em 1969. Participa do I Festival da Canção Popular, de Bento Gonçalves, ganhando o 2º. lugar, com sua composição: Espaço Confuso, e começa a compor Música Brasileira. Em 1970, grava um LP como Regente do Coral Bento Gonçalves. Aos 21 anos, casa-se com o cearense Romildo Teixeira Santos, baterista,

ex-integrante do Quarteto Novo, conjunto do qual participavam: Hermeto Pascoal, Heraldo do Monte, Théo de Barros. Já é professora de canto e música dos dois maiores colégios da cidade. Em 71, Ana e Romildo formam o Conjunto Desenvolvymento. Em 72, transferem-se para Porto Alegre, e ganham prêmio de Conjunto Revelação. Participa da Primeira Vindima da Música Popular de Caxias do Sul, e ganha o 2º. Lugar com sua composição Tema em 7/4.

 

Em 73, são escolhidos pelo colunista social e jornalista gaúcho Saul Jr., o prêmio de Melhor Conjunto do Ano. Faz show no Clube Sogipa (Porto Alegre), que é considerado o Melhor Show do Ano. Em 1974, com Romildo como Produtor, grava um LP contendo seis composições suas e uma de parceira com José Roberto Bertrami, do Conjunto Azymuth. Tornaram-se, assim, um dos precursores do Disco Independente, no Brasil. (Em 1977, a GTA Gravações Tupi Associadas, SP, relançou este LP.)

Em 1975, são escolhidos pelo colunista social e jornalista catarinense, Carlos Muller, de Blumenau (TV coligadas), O Melhor Conjunto do Brasil.

 

Em novembro de 78, transfere-se para São Paulo. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, Ana fez shows em lugares famosos como: Viva Maria, Ta Matete, Gallery, Hippopotamus, Flag, Casagrande Hotel em Guarujá, Caesar Park Hotel (SP), Hotel Méridien (Rio), Le Club e Club 21 (Rio), Club Monte Líbano, Jockey Club (SP) e Clube Paulistano.

 

Em janeiro de 82, Ana participa do 3º. Festival de Verão do Guarujá, e grava LP ao vivo, no Teatro Procópio Ferreira.

Em junho de 82, faz temporada no Teatro José de Alencar, Fortaleza (CE).

 

Em novembro de 82, se apresenta no Centro Cultural São Paulo. Em dezembro, participa do Festival de Natal, no Teatro Municipal (SP). Em março de 83, apresenta-se no Teatro João Caetano (SP). De 6 a 17 de abril de 1983, apresenta-se na Sala Guiomar Novaes, Funarte São Paulo. De maio a agosto, apresentou-se nos bares da moda de

São Paulo: Persona, Piu-Piu, Na Maciota, Clyde's.

 

Em março de 1984, Ana Mazzotti vem para o Rio para uma temporada de uma semana no People. Esta semana transformou-se em 5 meses de sucesso absoluto. Fez, depois, temporadas no Jazzmania (duas), O Viro do Ipiranga (onde gravou um LP ao vivo com participação de R.T.S. na bateria, e Alex Malheiros no contrabaixo), Studio Mistura Fina, Alô-Alô, Rond Point (Hotel Méridien), SkyLab Bar (Othon Palace), Intercontinental Hotel.

 


Fonte: Site oficial de Ana Maria Mazzotti